Aliviar a ansiedade é o desejo de muitos que passam por momentos em que não dá para respirar e que parece tudo dar errado. Mas acredite, se você já passou por uma crise dessas você não está sozinho.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil temos mais de 18,5 milhões de pessoas que sofrem com transtorno de  ansiedade. 

A situação piorou ainda com a crise de 2020, que fez com que estivéssemos trabalhando e estudando de modo remoto, como mostra matéria da Época, houve um crescimento no número de pessoas com Burn Out.

Mas há estratégias que podem ajudar a blindar a mente como fazer exercícios físicos, alterar a alimentação e outras práticas aliadas à terapia. Por isso, nesta conversa gostaria de falar sobre 9 técnicas para aliviar a ansiedade e viver melhor.

 

Toda a ansiedade é nociva?

Em primeiro lugar, precisamos entender de que se trata a ansiedade, pois é comum acharem que esse termo é somente negativo. Contudo, a ansiedade é uma ferramenta natural de nosso organismo.

Como lembra o Doutor Dráuzio VarellaÉ considerada normal a ansiedade que se manifesta nas horas que antecedem uma entrevista de emprego, a publicação dos aprovados num concurso, o nascimento de um filho, uma viagem a um país exótico, uma cirurgia delicada, ou um revés econômico”.

Contudo, o que é preocupante é o “Transtorno de Ansiedade Generalizada” ou TAG. Neste tipo de crise a pessoa acaba perdendo a noção de medos reais e passa a estágios de paranóia que refletem diretamente no corpo, com falta de ar, arritmia, suor excessivo etc.

 

Sinais da Crise de Ansiedade

Além disso, quem sofre com o TAG tem crises frequentes que podem afetar todas as esferas da vida e levar a quadros de depressão. Os principais sinais do Transtorno de Ansiedade Generalizada são:

  • Falta de ar.
  • Dificuldade em se concentrar.
  • Dor de cabeça.
  • Refluxo ou ânsia de vômito.
  • Aumento na pressão e batimentos cardíacos acelerados.

 

Contudo, é preciso lembrar que cada pessoa pode responder de uma maneira diferente aos estímulos. Portanto, o diagnóstico do transtorno precisa ser feito pelo médico para que haja intervenção por meio de tratamentos.

Mas isso não quer dizer que você não possa aplicar técnicas para aliviar a ansiedade, pois elas podem ajudar no dia a dia de todos.

 

 

10 técnicas para aliviar a ansiedade

Já está com lápis e papel em mãos? Então, anote 9 maneiras de se acalmar e fugir do furacão que a ansiedade traz para a mente:

 

1- Mindfulness: o poder de se conectar com o agora

É muito comum que pessoas que sofrem crises de ansiedade relatem a sensação de despersonalização. Nesta ocorrência, o sentimento de impotência pode acabar agravando o estado emocional.

Segundo o MSD, a sensação de despersonalização “consiste em sentimentos recorrentes ou persistentes de distanciamento do próprio corpo ou processos mentais, geralmente com uma sensação de ser um observador externo da própria vida (despersonalização) ou de estar desconectado de um ambiente (desrealização).”

O Mindfulness é o contrário disso, nesta técnica você precisa voltar a atenção para o próprio corpo. Comece de maneira lenta e expanda, tende sentir a superfície abaixo de pés e mãos, a roupa tocando a pele, como está sua dentição…

Esse tipo de esforço retira você das ruminações da mente e reaproxima do momento presente. Tente manter o mindfulness de 1 a 5 minutos para resultados efetivos.

 

2- Respiração consciente

Nossa respiração também é um grande elo de conexão do corpo com a mente. Uma respiração mais equilibrada proporciona calmaria e relaxa o corpo, além de oxigenar melhor o cérebro.

Para tanto, o ideal são ciclos de 5:

  • Inspire contando 5 segundos.
  • Mantenha o ar no corpo por 5 segundos.
  • Expire por 5 segundos.
  • Deixe os pulmões vazios pelo mesmo tempo.

O ideal é que a respiração seja diafragmática, aquela feita pela barriga sabe? Pois ela ajuda a usar toda a capacidade pulmonar.

 

3- Ir para ambientes arejados

Um sintoma que pode envolver a ansiedade é a claustrofobia, a sensação de que o ambiente está abafado ou muito quente. Para situações como essa, o melhor é encontrar um local com bastante ventilação.

Dê preferência a jardins, praças, ou algum local com árvores, pois contemplar a natureza também tranquiliza.

 

4- Escutar músicas calmas

A música também tem um grande poder em nossa mente, há diversas opções de faixas instrumentais focadas em trazer relaxamento. Faça download de algumas em seu celular e escute nos momentos de crise.

 

5- Fazer relaxamento guiado

Outra dica relacionada à audição é o relaxamento guiado, nele profissionais te levam a estados de contemplação e presença, fazendo assim, você sair da “pilha” que estava.

 

6- Beber chá calmantes

Sua avó sempre tinha uma parte no armário cheio de ervas, não é? E ela estava certa, há plantas que têm um grande poder calmante, ajudando o corpo a voltar ao estado normal. Algumas são:

  • Camomila.
  • Erva Doce.
  • Capim-cidreira.
  • Capim-Limão.
  • Melissa.

Ah! Mas tome em doses moderadas e tenha certeza que você não tem intolerância a elas. 

 

7- Alongar-se com cuidado

Nas crises de ansiedade acabamos focando muito na mente e esquecendo do corpo, o alongamento pode ser a saída para retornar a consciência corporal. Faça devagar respeitando o seu limite.

 

8- Vitamina D

Alguns estudos já indicam que a baixa de vitamina D pode causar ou aumentar os sintomas do transtorno de ansiedade.  Tome sol regularmente entre 10 as 15 horas por 15 a 25 minutos. Dependendo do tom da sua pele. Quanto mais escura, mais tempo.

 

9- Aliviar ansiedade: trabalhe na prevenção

Por último, vale lembrar que não basta só aliviar as crises, mas é preciso trabalhar na prevenção. Invista em: 

Sobre a hipnoterapia eu posso ajudar, sabendo que o transtorno vem em decorrência de uma adaptação é uma estratégia de sobrevivência que nossa mente tem de manter nossa vida. Com ela entramos em áreas esquecidas no seu subconsciente, mas que refletem na sua ansiedade. Entre em contato comigo e vamos entender sua situação juntos.

 

Leave a Reply